Há quase três anos exercendo a função de Diretor do Procon Montes Claros, tenho repetido acreditar que a Educação para o consumo é a mais importante área de atuação dos órgãos de Defesa do Consumidor no Brasil.

Exatamente por isso é que uma das maiores satisfações que tenho no exercício da função é a oportunidade de conversar com crianças e adolescentes sobre a educação para o consumo. A experiência de ouvir meninos e meninas contando de que maneira são desde muito pequenos impactados por um modelo de sociedade de consumo reforçam a minha convicção acerca da necessidade de incluir temas como educação financeira no currículo escolar.

Em um momento no qual a discussão sobre a possibilidade de mudanças no sistema público de educação está em evidência, espera-se que os gestores estejam sensíveis à importância de incluir aulas de educação financeira e educação para o consumo no currículo dos primeiros anos nas escolas.

Isto proporcionaria não somente que estas crianças e adolescentes desenvolvessem uma maior consciência a respeito de finanças, o que certamente evitaria índices tão altos de endividamento das famílias quanto os atuais, mas também a formação de uma geração de brasileiros conscientes da importância do conceito de sustentabilidade.

A concretização de propostas neste sentido poderá conduzir as novas gerações a uma
sociedade menos consumista, mais justa e consciente.

Alexandre Braga

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here